Moonspell reeditam “Wolfheart”

Moons

Os Moonspell preparam-se para reeditar em vinil, já no dia 24 de Agosto,  o lendário álbum de estreia “Wolfheart”. Esta reedição irá acontecer através de uma parceria entre a Century Media e a Alma Mater Books & Records.

A edição incluirá dois discos, capa gatefold, temas captados ao vivo na primeira digressão europeia da banda, em 1995, com os Morbid Angel, um poster, liner notes, e a versão em CD para a Century Media.

Pedro Vindeirinho, da Rastilho, que é a distribuidora exclusiva da Alma Mater Books & Records, em declarações transcritas pela Loud!, e através do seu post no Facebook e Instagram afirma: “A realização de um sonho. Não sei se é o melhor álbum do Metal português. Pouco importa, acredito que existam muitas opiniões divergentes. Para mim, naquela época, em 1995, tinha 17 anos. Ouvia essencialmente Punk Rock mas o Wolfheart dos Moonspell chamou-me a atenção e comprei aquela edição clássica em Digipack. (Quase) 25 anos depois, tenho o prazer de o reeditar com o Fernando Ribeiro, o mentor da Alma Mater Books & Records.

De recordar que este álbum foi incrivelmente depreciado pela editora à época do lançamento. Como declara Fernando Ribeiro na reedição pela Century Media de “Wolfheart” em 2007: “Tivemos um escritório inteiro da Century Media a rir-se das nossas «músicas de bebedeira nacionais». O Waldemar e o Woodhouse não assinaram os créditos de produção porque estavam envergonhados com o resultado”.

E eu pergunto: quem é que ri agora?

Anúncios

Moonspell lançam “Lisboa Under The Spell”

LUTS

O concerto de dia 4 de Fevereiro de 2017, no Campo Pequeno, em Lisboa, será imortalizado através do lançamento de um DVD com o nome “Lisboa Under The Spell”. O DVD será lançado no dia 17 de Agosto deste ano.

Recorde-se que a banda, em jeito de comemoração, tocou na íntegra três álbuns nessa noite: “Wolfheart”, o seu primeiro álbum; “Irreligious”, o álbum que lhes trouxe a fama e a consagração; e o seu último registo à altura, “Extinct”.

A Loud! anuncia também que este lançamento incluirá um documentário da autoria de Victor Castro.

11th Dimension lançam “Paramnesia”

_BM_7966

O coletivo nacional 11th Dimension acaba de lançar o seu álbum de estreia intitulado “Paramnesia”.

O Sons dá a palavra à banda para se apresentarem através do seu press release:

Sobre nós

Os 11th Dimension são um quinteto de metal alternativo sediado em Lisboa, Portugal. Apesar dos gostos musicais dos seus membros andarem em torno do metal, a variedade de influências musicais é uma das mais interessantes características da banda. Em cada música é possível ouvir um pouco de tudo, de death e epic metal a rock e electrónica; a influência predominantemente é, no entanto, a nova vaga de bandas de metal progressivo e post-metal.

A banda lançou-se oficialmente em Julho de 2013 mas o projecto esteve em preparação desde o início de 2011 quando os quatro membros fundadores decidiram trabalhar o circuito de bandas de covers, onde a sua sinergia e experiência de palco cresceram, transformando-os verdadeiramente numa banda. 2014 foi marcado pelo lançamento do seu primeiro EP intitulado Odyssey. As quatro músicas foram gravadas, misturadas e masterizadas pela banda, no que se provou uma aventura didática e gratificante. Em 2015, o single Shades of Personality foi lançado numa versão remasterizada por André Reis (Karetus), juntamente com um vídeo produzido por Arcadia Studios eJoão Arcanjo (ver vídeo aqui: https://youtu.be/phRvpFCVkoE ).

Actualmente, os 11 th Dimension são um projecto bem estabelecido no meio underground Português tendo pisado os palcos de vários festivais (Hell in Sintra, Évora Metal Fest, Silveira Rock Fest, Salamandra em Chamas, etc) e salas de concertos (Stairway Club, Nirvana Studios, RCA Club, Metalpoint, Cave 45, Another Place, Fábrica da Pólvora, Side B, República da Música, In Live Caffé, etc).

Sobre o álbum

Paramnesia é um álbum conceptual que descreve uma viagem metafórica, ao longo das suas 11 faixas originais, desde a renúncia a uma realidade actual insatisfatória até à chegada a um novo lugar / estado de espírito.

Foi gravado pelos 11th Dimension nos Rock ‘N’ Raw Studios, misturado e masterizado por Pedro Mau (Wells Valley), e o artwork (na capa deste documento) foi criado por Pedro Lopes.

Lista de faixas:
01 – Paramnesia
02 – Adrift
03 – Trust Denied
04 – Shades of Personality
05 – Misanthropy
06 – Odyssey to a Change
07 – Expectations
08 – The Journey of the Wild Mind
09 – Leaves
10 – Cryphobia
11 – Arrival

O Sons dá a conhecer o primeiro avanço de “Paramnesia” que é o tema “Leaves”:

 

Contactos da banda

Email da banda: 11thdimensionpt@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/11thdimensionpt/

Bandcamp: https://11thdimensionpt.bandcamp.com/

Youtube: https://www.youtube.com/11thdimensionpt/

Lobão Fest em Junho

lobão_2018_cartazfinal

A 4ª edição do Lobão Fest irá ocorrer no próximo dia 2 de Junho na freguesia de Lobão da Beira, concelho de Tondela.

O Sons reproduz parte do comunicado de imprensa:

Lobão Fest regressa em Junho com novidade.

A quarta edição do Lobão Fest, para lá da música e exposição de artes visuais, traz este ano a exibição de um documentário, uma novidade no festival. Dia 2 de Junho, sábado, pelas 16h, a Junta de Freguesia de Lobão da Beira abre as portas para o Lobão Fest. Os Tresor&Bosxh deixam os Maus Hábitos para respirar o ar fresco do campo, e os 800 Gondomar, a caminho do Nos Alive, fazem uma paragem por estas bandas. De Mortágua vêm os vizinhos Dang e os tondelenses Uhai fazem as honras da casa.

Mantendo o objetivo de dar a conhecer projetos emergentes do chamado underground, sem nunca se focar num só género, o Lobão Fest surge este ano com uma novidade: pelas 17h será exibido o documentário, sobre a emergência da contra-cultura Rock em Portugal, “Meio Metro de Pedra”, de Eduardo Morais, que colaborou inclusive, com a Antena3.

As ternurentas ilustrações a esferográfica, de Inês Flôr, embelezam o espaço, outrora expostas nos Jardins Efémeros de 2017, com “Mulheres Jardim”. Regressa ao Lobão Fest a ilustração e pintura de Cristina Nunes, uma jovem auto-didata de São João da Madeira, cujo trabalho tem vindo a crescer.

A partir das 21h, as paredes da Junta de Freguesia de Lobão da Beira vibrarão, pela noite dentro, com uma mostra ilustrativa da cena musical portuguesa, com géneros desde o “Rock”, “Eletrónica” e “Experimental”, com Tresor&Bosxh, 800 Gondomar, Dang e Uhai.

Estão todos convidados!

 

Para mais detalhes consultem a página de facebook oficial do festival.

“Emigrantes, Imigrantes” – Novo livro de Dico prestes a ser lançado

CapaEMIIMI_6

O novo livro de Dico está prestes a ser lançado e encontra-se em fase de pré-encomenda até dia 18 de Maio. O Sons já teve oportunidade de falar no passado com o autor desta obra a propósito da sua obra “Breve História do Metal Português” e assegura que é das pessoas que melhor conhece a História do Metal lusitano se não mesmo a pessoa que melhor conhece a dita, no planeta.

Mas o melhor mesmo será transcrevermos o press release para que possam tirar as suas próprias conclusões sobre o autor e a sua mais recente obra:

Mafra, 8 de maio de 2018 – Até 18 de maio, encontra-se em fase de pré-encomenda o livro Emigrantes, Imigrantes — Experiências de Vida no Universo Metálico Português (1989 – 2018), o novo livro de Dico, ou Eduardo José Almeida.

Tendo o Metal como aspeto em comum, o autor falou com músicos, produtores, jornalistas, investigadores, ilustradores e promotores que, a dado momento, decidiram viver e trabalhar noutro país.

Entre figuras nacionais e estrangeiras, Dico entrevistou nomes como o guitarrista dos Venom Inc. Jeff “Mantas” Dunn (que também prefaciou a obra), os Moonspell Mike Gaspar e Aires Pereira, Marsten Bailey, Orlando Matias (ex-STS Paranoid), Rodrigo Leal (Hot Stuff) ou Sérgio Crestana (ex-Moonspell).

Embora dos cerca de 30 entrevistados (nacionais e internacionais) a maioria não faça da música a sua profissão, o autor foi saber como se integraram nas respetivas sociedades de acolhimento a nível social e laboral, numa época especialmente difícil a nível económico-financeiro (particularmente sentido na América do Sul e, na Europa, com a intervenção da troika nos chamados PIGS) e político — com uma inusitada crise migratória, o significativo aumento do eleitorado de extrema-direita na Europa e nos Estados Unidos e uma lenta desagregação europeia, de que o Brexit constitui um  importante prego no caixão. 

Que dificuldades enfrentaram estes entrevistados nos países de acolhimento? Que aspetos mais e menos lhes agradam nesses países? Como vivem atualmente? 

Em suma, nesta reportagem de fundo, o autor quis saber que diferenças estabelecem os entrevistados aos níveis da qualidade de vida, empregabilidade, cultura, economia, educação, etc., entre os seus países de origem e de acolhimento. Obviamente que a comparação dos respetivos cenários metálicos assume destaque.

Emigrantes, Imigrantes — Experiências de Vida no Universo Metálico Português (1989 – 2018) é, pois, um livro que combina Metal, Sociologia e Política, englobando relatos por vezes trágicos, outras vezes divertidos, outras vezes surpreendentes, outras vezes ainda que nos abrem os olhos sem complacência. É o mundo real em toda a sua crueza.

Para Portugal, o preço de pré-encomenda é de 15,50€ (já com os portes incluídos), para a Europa Comunitária de 22€ e para o resto do mundo de 27€. O PVP final (após o período de pré-encomenda terá um acréscimo de 2,5€. 

Pré-encomendas para emigmetal@gmail.com.

—————————

Sobre o autor

Atualmente, Dico é cofundador e sócio-gerente da empresa Mega Talentos. Mantém a sua atividade como jornalista freelancer. Foi editor dos periódicos PCMais, ANA Aeroportos, Logista News e Prime Negócios. Fundou os influentes blogues Metal Incandescente, A a Z do Metal Português e Reflexões Musicais.

 

Este é o seu terceiro livro, sendo também autor de Breve História do Metal Português (o primeiro alguma vez escrito sobre o Metal português) e A Portuguese Rock and Metal Route – The Underground Guide, todos 100% financiados por si próprio. Foi o primeiro coach musical profissional no País.

 

Na última década escreveu artigos de opinião e crónicas para mais de 30 sites, e-magazines, revistas e blogues. Foi baterista de grupos como os Dinosaur ou sacred Sin, tendo com eles gravado os clássicos Dinosaur (demo-tape) e Darkside, respetivamente. Foi o homenageado do VI Festival Irmandade Metálica – Unidos Pelo Metal. Fã de Metal há 37 anos, está envolvido no Underground há 35. Tem 47 anos. É casado e tem um filho.

 

O autor está disponível para entrevistas, presenciais, telefónicas ou através do email: emigmetal@gmail.com